domingo, 21 de junho de 2009

Risoto: o fracasso e a volta por cima!!!

Logo que eu criei este blog descobri que eu não sabia fazer risoto... Na verdade mais: eu não sabia o que era um risoto!

Eu fazia umas gororobas, bem saborosas, é verdade, com sobras de arroz e outros ingredientes que encontrava na geladeira, mas nunca havia comprado o tal arroz arbóreo... Minha irmã caçula era minha principal cobaia antes do meu casamento!

Mas desde que comi um risoto maravilhoso na cada de amigos cismei que tinha que fazer minha estréia!

Mas a estréia foi um fracasso! Fizemos, eu e meu amor, tudo errado! Para começar nós lavamos o arroz! Depois cozinhamos com toda água de uma só vez e sem mexer! TUDO errado mesmo! Mas a receita não explicava nada... A tentativa era risoto queijo brie com alho poró...

Fiquei frustrada, mas não desanimei! Virou questão de honra! Fiz uma vasta busca na internet (Santo Google!) e acabei fazendo uma enorme coletânea de receitas, 90% delas tiradas do blog das Rainhas do Lar (Santas Comadres!)

Bom, mas isso foi mais ou menos em novembro do ano passado... E desde janeiro deste ano as experiências com o arbóreo melhoraram muito!

A redenção aconteceu com um risoto de chicória com tomate seco!

Logo depois veio o risoto de ervas e alho poró!E depois destes vieram outros! E nós descobrimos que para fazer risoto só é preciso não ter pressa: o fundamental é ter paciência de cozinhar lentamente, mexendo sem parar, em fogo baixo... Enquanto vai cozinhando, vale beber um vinho ou espumante e petiscar um queijo ou castanhas. E quando ficar no ponto, vai da panela direto para o prato, sem demora, bem quente!

Nossa receita básica, para duas pessoas, é:

Num caneco, esquentar uns 750ml de caldo (de legumes, de carne, de camarão, depende do gosto e do que vai colocar no risoto).
Em uma panela refogar meia cebola ralada em uma colherada generosa de manteiga.
Não precisa dourar a cebola, é só murchar para tirar o ardido, por isso não pode ser pouca manteiga.
Depois acrescentar 1 xícara de arroz arbóreo (ainda não tentamos com outro tipo!) e fritar um pouquinho, atéo arroz ficar levemente translúcido.
Ainda em fogo alto chega a vez da bebida alcóolica escolhida, também na medida de 1 xícara (em geral fazemos com vinho branco seco, mas também já fizemos com espumante e já vi receitas com vinho tinto e até vodcka e pinga!).
Isto tudo sem parar de mexer. Mexa até reduzir bastante o líquido, então abaixe o fogo e coloque uma concha de caldo, que deve estar fervendo. Quando reduzir, acrescente mais uma concha e vá fazendo assim, sempre mexendo. Este processo de cozinhar com o caldo dura mais ou menos 20 minutos. Vá provando de vez em quando: o ponto certo é quando o arroz estiver al dente e cremoso ao mesmo tempo.
Dependendo do que for colocar no risoto você escolhe se deve entrar no início, no meio ou no fim do preparo.
No final, acrescentar um queijo cremoso (mascarpone acho que seria o ideal, mas ainda não usei! em geral eu uso cream cheese ou brie!) e pimenta do reino branca moída na hora e misturar.
Depois, desligar o fogo e acrescentar mais manteiga (com ou sem sal, dependendo de como estiver o risoto, o que em geral é consequencia do caldo!) e parmesão ralado a gosto! De acordo com os ingredientes eu coloco muito ou pouco!
No mais é só usar a criatividade e praticar para aperfeiçoar!
Alho eu prefiro não usar! Algumas vezes em vez de manteiga pode-se usar azeite para refogar a cebola! E por aí vai!

Risoto de salmão e alcaparras com caldo de camarão.

Risoto de pera e gorgonzola.

Risoto de camarão com açafrão.

Risoto de pera e gorgonzola, de novo, melhor ainda, na semana passada para comemorar as novas flores da capuchinha que passou por um período em greve de flores aqui em casa!.

Risoto de manjericão e tomate seco e mais flores de capuchinho!

6 comentários:

Téia disse...

Flavinha, quando risoto maravilhoso. Arrasou e me deu ótimas idéias. É difícil, mas depois que pegamos o jeito é tranquilo...Acho este prato perfeito, quer dizer, quase, não é nada light, kkkk. Bj grande.

Ana disse...

Flaitcha !!!
Adorei a saga do risoto.
E adorei todos....Um beijo.

ameixa seca disse...

Eu nunca comi risotto :) Tenho que tomar coragem para ficar a mexer. mexer, mexer :)

Fabrícia disse...

Flavinha que lindo ... água na boca.... menina eu ainda não sei fazer risotto .... não consigo chegar no ponto ideal do arroz...aquele ponto sabe ... aiaiia...um dia chego lá.
Bjs.

Mel L. Ramos Bryar disse...

Menina...que delícia...me deu água na boca...faz tempo que não me divirto fazendo um risoto...olha é bem verdade...tem que ter paciência, não se desesperar porque parece que nunca vai ficar pronto e pegar o jeitinho do ponto certo, uma vez feito isto não tem erro cm das primeiras vezes...amei as idéias e com flores melhor ainda...decidido no feriado teremos risoto aqui em casa!beijão

Lud disse...

A cara está ótima! Eu não sou prendada, mas quando vejo algo assim, me dá vontade de arriscar!!! Beijos!