quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Como o coentro quase estragou um jantar... OU ...Como uma boa conversa pode salvar um jantar!

Já desconfiava, mas agora confirmei: coentro é uma daquelas coisas que ou você AMA, ou você ODEIA.
E como toda regra tem uma exceção, se você for a exceção você só pode ser a Laurinha!

Convidamos um casal de amigos para um jantarzinho no minúsculo apê! São muito queridos os dois e até nos chamam de primos! Muito fofos!

Peixe comprado no Mercado Central, limpinho... Marido preparou a receita como manda o figurino, passou o papel alumínio e colocou na geladeira, para descansar até chegar a hora de assar!

A conversa começou pelos vinhos...
Enquanto petiscávamos tâmaras, damascos, queijos e amendoins, degustando o primeiro vinho, a conversa chegou no Chile, onde eles tinham passado a lua de mel e nós tínhamos conhecido em janeiro...

Conversa vai, conversa vem, e nossa convidada nos revela que não se deu muito bem com a culinária chilena e que até emagreceu durante a viagem... O motivo: lá ela fez duas descobertas simultâneas - a primeira de que detesta coentro e a segunda de que os chilenos amam coentro! Resultado: tudo que ela tentava comer era invadido pelo sabor do coentro!

*Lembrei da minha mãe, que grávida da caçula, na fase de enjôos, viajou a Salvador e até hoje tem pânico de coentro!

Enquanto isso... Pela minha cabecinha só passava a imagem do peixe dentro da geladeira recheado de ervas e entre elas, ele - o coentro! Marido lindo pensava a mesma coisa, numa pequena troca de olhares eu percebi!

E agora???? Tudo estaria perdido? Que pânico! ... Calma! Talvez ela nem perceba... Melhor não arriscar! Quando o marido achou que estava na hora, foi até a cozinha, tirou o peixe da geladeira e ligou o forno para pré-aquecer... Comunicando com os olhares, ele voltou para sala e eu fui até a cozinha. Fiz rapidamente uma pequena cirurgia no peixe! A sorte é que as ervas estavam grosseiramente picadas, uma vez que seriam retiradas na hora de servir. O coentro estava inclusive com os talinhos, de modo que foi só identificar as folhinhas que saíam inteiros os talos e eu consegui tirar todos! Ufa!

E olha que antes de escolhermos o prato principal nó tivemos o cuidado de ligar e saber o que eles não gostavam...

Mas, enfim, tirando este verdinho tão polêmico, o jantar foi um sucesso, super agradável!

A seguir as receitas e as fotos!

Petiscos:

Tâmaras com manteiga (receita já postada aqui)

Amendoim japonês (comprado no Mercado Central)
Damasco com cream cheese e pimenta (facílimo: abrir o damasco seco no meio, rechear com cream cheese e polvilhar com pimenta calabresa em flocos a gosto do freguês)


Queijos (um curado, Canastra do Serro; o outro, levado pelos nossos amigos, eu esqueci o nome, mas era bem firme e mais adocicado, delicioso, caiu super bem com os vinhos brancos)

Vinhos: Todos brancos, cairam bem tanto com os petiscos, como com o peixe. O Cono Sur foi o que mais gostamos e foi a primeira vez que experimentamos um Resling. Ele harmonizou muito bem com o peixe. O Los Cardos, na opnião de todos, foi o que deixou mais a desejar. O 120 também foi muito apreciado. Uvas diferentes, cada vinho com personalidade e características diferentes.

Cono Sur - Riesling 2006 (Chileno)

Los Cardos - Sauvignon Blanc 2006 Doña Paula (Argentino)

120 - Chardonnay 2007 Santa Rita (Chileno)


Jantar:

Salada de tomatinhos cereja (diretos do sítio, por isso pequenininhos, temperados apenas com sal) e rúcula

Arroz branco

Peixe no Sal Grosso (marido lindo assistiu esta receita num programa de TV durante a nossa lua de mel e depois pegou a receita no site - receita original aqui - as alterações foram basicamente nas ervas, para utilizarmos o que temos nos vasinhos! Por ironia, a única que compramos no mercado foi o coentro!)

Ingredientes
- 1 peixe inteiro (limpo e sem escamas)
- 1 kg de sal grosso
- água (para borrifar)
- 1 xícara (chá) de manjericão (usamos roxo e verde)
- 1 xícara (chá) de salsa
- ½ xícara (chá) de erva doce (não usamos)
- ½ xícara (chá) de manjerona (não usamos)
- 1 xícara (chá) de tomilho
- ½ xícara (chá) de coentro (vilão ou mocinho???)
- ½ xícara (chá) de orégano fresco (acrescentamos)
- ½ xícara (chá) de alecrim (acrescentamos)
- alguns talinhos de cebolinha (acrescentamos)
- 5 folhas de louro
- pimenta do reino
- suco de 01 limão
- azeite

Modo de Preparo
Forre uma assadeira com papel alumínio no fundo (deixe umas sobras dos lados) e por cima coloque o sal grosso (aproximadamente 1,5cm) e borrife um pouco de água. Coloque o peixe, limpo e sem escamas, e tempere com limão e pimenta e recheie com as ervas. Feche com o papel alumínio e asse por cerca de 30 minutos.


detalhe do borrifador de água 'criado' pelo marido! viva o alecrim!

Sobremesa:

Sorvete de Creme com Caraque (repeteco de sucesso garantido - a receita eu já postei aqui)

P.S.1: no mesmo esquema de sempre: ele fez o peixe e o arroz, eu piquei a salada, recheei as tâmaras e damascos e fiz a sobremesa, que na verdade já estava pronta, guardada no freezer! ;)

P.S.2: Sobrou peixe e, no dia seguinte, fiz um purê de batatas e esquentei o peixe no forno coberto com o coentro, para ele não se sentir rejeitado!

P.S.3: Segundo uma amiga que mora em Santiago, no Chile, lá eles usam muito "cilantro"... Segundo nosso amigo Google cilantro é coentro em inglês!

17 comentários:

ameixa seca disse...

Que aventura!!!
Que ironia!!!
Que coisas boas :)
Eu tenho oentro num vasinho... está a crescer. Nunca provei e não sei se amo ou odeio. Espero saber em breve ;)

Nana disse...

Flavinha,
aonde é mini?
Mini é o meu, que vc colocou o bumbum dentro de casa já esta no outro comodo hahahaha
Adorei tudooo, perfeito, essa sobremesaaaaaaaaaa... ai perfeito.
Bjs queridaaa

Téia disse...

Flavinha minha linda, que cardápio fantástico, maravilha, e estes vinhos, ô casal sortudo este de amigos seus. AS FOTOS ESTÃO LINDAS DEMAIS.Não ia ser um coentro que iria atrapalhar este encontro, né? Arrasou, arrasou e arrasou. Bj grande.

Laurinha disse...

Que banquete!
Que capricho!

Fiquei encantada com tudo, wow, vocês sabem receber com muita competência e delicadeza...

E o peixe, eles - ela gostou?

:DD

O coentro está entrando aqui em casa quase toda a semana... um tantinho aqui, outro ali...

Parabéns pelo jantar! Cardápio pra ninguém botar defeito!

Beijinhos

laila disse...

humm essa dupla arrasa nas recepções!!

flavinah adorei o jantr e me diverti com enroscada!ahaha

ahh em espanhol tbm coentro é cilantro!
bjs

BETO disse...

Flavinha, sou da turma que odeia coentro. Nunca gostei nem passava muito perto. Uma vez fuia Salvador e sofri uma semana. Você já reparou uma coisa??? Pegue umas folhas de coentro e amasse nos dedos, tem cheiro de Maria-Fedida, aquele insetinho verde. Credo... Bjs.

Naninha disse...

Ótima banquete mesmo e põe aventura nisso. Ah! Adorei o borrifador do seu marido! Bem criativo.
Beijos

Filipa disse...

Flavinha, fartei-me de rir com o vosso ataque de pânico :) mas quando se têm convidados para jantar escolher uma receita que agrade a todos não é tarefa fácil. O que vale é que tudo acabou em bem :)

Você e o seu marido são de facto uma dupla de sucesso na cozinha, menu excelente!

beijinhos

Mari Azevedo disse...

Flavinha querida, que espetáculo de cardápio... menina, capricho a toda prova, amei demais da conta!
Aqui em casa amamos coentro, mas para quem não gosta realmente nao é uma boa colocar como tempero... ainda bem q deu para salvar, né? E o jantar foi perfeito, como tudo o que vocês fazem... :)
Beijãoooo

Ric e Silvinha disse...

Queridos primos,
a noite foi um sucesso!

O jantar (e sua repentina adequação) foi muito bem arquitetado por vocês! :)

Já estamos desenvolvendo a engenharia do nosso próximo encontro...

Obrigado pelo carinho...

Beijos!

PH disse...

heheh que barato!

Eu até gosto de coentro. Mas parece conversa entre patos:

Qua! Coentro!
Coentro! Coentro!

rsrsrsr

Fabrícia disse...

Flavinha querida,
Você se saiu muito bem...com muita classe .... Adorei ....
E olha as tâmara ai minha gente....ehehhe.
Hoje estava lendo meu primeiro post do Sopa e vi seu recadinho todo fofo. E o projeto de imigraçao, continua?
Bjs.

Lu & Manu disse...

Vou ter que trocar o teclado... babei até! ;o)
Tadinha da tua mãe aqui em Salvador, confesso que não sou lá muito fã de coentro, aqui em casa mesmo eu não compro, mas dá pra encarar numa moquequinha.
Menina do céu, que banquete, viu?! Deu gosto de ler, de ver as fotos, só faltei lamber o monitor pra ver se dava pra sentir o gosto também...
Beijo enorme!!!!

"Manjares da Manu" disse...

Olá, eu tb não gosto de coentro!!!
Mais o seu jantar "tirando o coentro" deve ter ficado ótimo, e a sobremesa então, maravilha!!!

Bjs...

Filipa disse...

Flavinha, segue um link abaixo a explicar melhor o que é o iogurte grego :)

http://en.wikipedia.org/wiki/Strained_yoghurt#Greek_yoghurt

beijinhos

Eliana Scaramal disse...

Flavinha realmente o coentro é bem assim mesmo. Achei um luxo seu jantar!!

www.saboresdalica.blogspot.com

Juliana disse...

Flavinha, de dar água na boca como sempre!! Estou doida para a internet evoluir mais e a gente conseguir sentir o que vê na tela!!

Vocês são dois lindinhos mesmo!! Quanto carinho e cuidado!

Aqui em casa o meu marido lindo também é do time dos não chegados em coentro. Eu gosto do quê especial que ele confere. Aqui em Brasília também se usa muito. Provavelmente influência de múltiplas culturas culinárias...

Beijo grande, Ju.