quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Lindo relato de Parto na Água


Há mais ou menos 1 ano e meio, eu estava curiosa e digitei no Google parto na água e acabei chegando a este relato tão emocionante e emocionado da Neila. Recentemente descobri o email dela e pedi autorização para publicar aqui este texto que mexeu tanto comigo... Queria dividir com vocês! Espero que gostem!

Por Nelia de Paula.

Gostaria de contar minha história para ilustrar que o cenário do “mercado obstétrico” na rede de saúde privada no Brasil é, sim, terrível.

A maioria maciça dos médicos e hospitais defende a cesárea. Se não explicitamente, na hora H inventa uma desculpa qualquer para justificar a “cirurgia salvadora”, que tem sim sua grande importância, mas nos casos em que realmente houver necessidade.

Meu Gabriel nasceu há um ano, no Recife, em um maravilhoso parto natural (sem qualquer intervenção), na água, praticamente sem dor, num hospital particular daqui, onde minha médica, defensora árdua do parto humanizado, trabalhava. Vou te mandar fotos, para você ver o lindo que foi, ele nasceu sozinho, foi girando, girando, até que saiu, lentamente. E com uma circular de cordão (laçado), um dos motivos pelos quais os médicos aqui justificam cesárea.

Daí, imediatamente, veio pro meu colo e peito, mamar.

Eu não tive nenhuma laceração, não levei pontos, nada, enfim, saí do mesmo jeito que entrei. E ainda tive que ouvir das enfermeiras que “parto normal é coisa pra bicho”. Tá, e somos o que, afinal?

Como o parto foi no quarto e não no bloco cirúrgico, a direção do hospital ficou indignada (entre outros argumentos por não poder cobrar o uso do bloco cirúrgico e de materiais, remédios, etc, apesar de que eu paguei, e caro, para ficar na “suíte”). O resultado foi a demissão da minha médica meses depois, apesar dela ter um parecer do CREMEPE atestando que ela nada mais fez que seguir as recomendações da OMS – Organização Mundial da Saúde, etc e tal.

Bom, apesar dos pesares, ela e a equipe, profissionais de conduta impecável, com doutorado, artigos publicados em revistas científicas mundo afora, seguem trabalhando. No Recife, só um hospital privado atualmente as aceita, e elas fazem muitos partos domiciliares.

E toda essa perseguição se deve unicamente ao fato de que essa equipe só faz seguir rigorosamente as recomendações da OMS e, acima de tudo, RESPEITANDO a parturiente e o bebê.

Pra finalizar, gostaria só de dizer que quando falamos que parto normal é melhor que cesárea, temos também que destacar que a grande maioria dos partos normais hospitalares no Brasil são tão ou mais horripilantes e cheio de intervenções que uma cesárea.

A posição de “litotomia” (a tradicional, deitada, de costas), cientificamente comprovada que deveria ser PROIBIDA para o parto, é a única aceita pelos médicos (óbvio, como a cesárea com hora marcada, é melhor para eles), a episiotomia (corte da vagina) é usada sem qualquer critério, bem como o uso de soro para induzir o parto e os malditos “toques”, feitos a torto e a direito.

Parto tem que ser normal, sim, mas com RESPEITO. Quem “FAZ” o parto é a mulher, e não o médico, que deve unicamente acompanhá-la e intervir quando necessário. Quantas vezes vemos na imprensa notícias como “o motorista do táxi FEZ o parto da moça”… Gente, ele fez o que?

Bom, fica aqui meu desabafo, quem quiser mais informações pode entrar em contato comigo por e-mail, OK?

Gabriel, o resultado de tanta beleza.

17 comentários:

Fabrícia disse...

Nossa Flavinha que maravilha ... Muito legal o relato.
Bjs.

Sylvana disse...

Esse é o Gabriel! Menino lindo!

Priscila L. Beneducci Afonso disse...

Puxa que legal, mostrar seu parto assim com detalhes para quem quiser ver é um ato corajoso e lindo . Seu filho é um modelo de lindo! Sou super corujona, mas não teria coragem de mostrar as fotos do meu parto num blog. Você me impressionou! Do coração parabéns pela iniciativa. Beijao da Pri - Contagem

Carol Flor disse...

Lindo!!!

Ana disse...

Tive dois partos normais e maravilhosos.
Busquei isso desde que descobri que estava grávida nas duas vezes. É possível ajudar o bebê a nascer, estamos conscientes o tempo todo, acompanhamos todas as intervenções no bebê e ainda dei de mamar antes mesmo de cortar o cordão.

Que lindo esse post Flavinha.

BMW disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fabrícia disse...

Por onde andas?
beijocas.

Luisa disse...

Oi! eu estou gravida e gostaria de ter o parto na agua no hospital. Como posso saber o nome da medica o nome da clinica que aceita esse tipo de parto?

Pollyanna Dias disse...

Bom diaa
estou encantada
preciso saber o nome de um Hospital em Recife que faça esse procedimento,e se possivel uma media de valor que foi pago na epoca,para eu sabers e terei ou não condições.
fiquei emocionada com as fotos

Niara disse...

Oie! Também me interessei muito por este tipo de parto: na água e no hospital. Voces podem indicar os contatos da medica o nome da clinica que aceita esse tipo de parto?

Anônimo disse...

olá estou com 2 meses e já preocupada tenho muito interesse em saber o contato ou clinica que sua doutora trabalha, se possível o valor em média pago, sou nutricionista e sempre quis um parto humanizado.

grata.